A sessão solene de entrega de títulos de cidadão tocantinense nesta quinta-feira, 8, no Parlamento, foi marcada por discursos de agradecimento e reconhecimento aos serviços prestados ao Estado em diversas áreas. Primeiro a receber a honraria, o popular padre Aderso Alves foi indicado pelo deputado Wanderlei Barbosa (SD) por seu trabalho social na evangelização e acolhimento de jovens dependentes químicos.

O padre também foi homenageado pelo trabalho na fundação da primeira escola rural de tempo integral do Tocantins, denominada Escola Municipal Professor Fidêncio Bogo, no distrito de Taquaruçu, Palmas, e de um instituto filantrópico que acolhe jovens carentes que desejam cursar uma faculdade.

Outros homenageados foram: o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) André Luiz de Matos, indicado pelo parlamentar Ricardo Ayres (PSB); o empresário da rede de supermercados Campelo de Araguaína, Edvaldo Campelo, indicação do deputado Jorge Frederico (PSC); o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), Roberto Magno, sugerido pelo deputado Osires Damaso (PSC); e o engenheiro e empreiteiro Vínicius Parisi Júnior, sugerido pelo deputado Valdemar Júnior (PMDB).

Já o jornalista e radialista Aurivan Lacerda e os professores da Faculdade Católica Dom Orione, Rodolfo Petrelli e Sadoc Rodrigues Lima, foram lembrados pela contribuição prestada ao Estado, por meio da partilha da informação e conhecimento.

Os deputados destacaram o merecimento de cada homenagem, a trajetória e a contribuição deixadas em suas áreas de atuação, as ações sociais e os trabalhos que marcaram a história de muitos tocantinenses.

A solenidade ainda contou com a presença da vice-governadora, Cláudia Lelis (PV), do presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Manoel Pires, e do secretário-chefe da Casa Civil, Télio Leão Ayres. (Maisa Medeiros)